Interaction design

Como é que os users interagem com o teu produto digital? Compreendem-no, sabem onde procurar e que botões usar? O interaction design permite que os teus users tenham uma comunicação suave com a tua tecnologia. Torna um produto compreensível, utilizável e simpático. O objectivo do interaction design é tornar o teu produto ou serviço credível, agradável e melhor do que o dos teus concorrentes.

Dar vida a uma user story começa sempre com o interaction design, é como se fosse a passagem do primário antes de começar a pintar.

Porquê gastar dinheiro no interaction design?

Um bom interaction design permite que os teus users alcancem os seus objetivos sem esforço. Tu queres que eles ‘compreendam’ o teu negócio e produto e que estejam dispostos a pagar por isso. Todos nós já tivemos uma experiência em que desistimos da compra num website porque era complicado demais encontrar o que queríamos. Bom, vamos evitar que isso aconteça.

É assim que se reconhece um bom interaction design

O melhor é quando não se nota nada. Quando não há nenhum pensamento extra sobre onde procurar ou clicar e tu naturalmente encontras tudo o que precisas. Isso é um bom interaction design. Ou seja, fornecer-te orientação sem que te apercebas. Trata-se de encontrar as palavras certas, representações visuais, movimentos, sons e comportamentos que vão permitir ao utilizador realizar determinadas acções.

É um serviço para os users

Permite e satisfaz as necessidades do user. Ao usar o serviço, cada passo no fluxo deve ser auxiliado.

Exemplos conversacionais de design.

Antecipa o comportamento humano

Os humanos têm comportamentos muito específicos, estão habituados a botões, compreendem a repetição e são orientados pela cor. Vamos usar esse conhecimento.

Gestos de ecrã. Exemplos Gestalt.

Fornece as pistas e o feedback certos

Dá aos users pistas sobre o que eles podem fazer e esperar de cada passo. Não são admitidos palpites.

O feedback após cada acção elimina qualquer incerteza.

Pontos de focagem com cor e movimento. Acessório (luz do motor).
Botões e cartões clicáveis.

Antecipa e mitiga erros

Os users clicam em todo o lado. Portanto, vamos torná-lo o mais infalível possível e assegurar uma fácil correção de erros.

Mensagens de erro para fornecer soluções e contexto. Ctrl+Z e opções de recuperação.

Torna o serviço simples e agradável.

Cada etapa deve ser reconhecível e acessível. Deves sentir que é effortless e inspirador. Deves sentir-te como se estivesses no céu!

Informação aos poucos e poucos (divulgação progressiva).

Como funciona?

De forma a fazer com que o interaction design funcione, usamos 6 diretrizes. Vais-te aperceber da importância de certas etapas anteriores ao iniciar esta fase.

      1. Empatia com o user (need based personas).
      2. Orquestrar todo o serviço através do customer journey mapping
      3. Trabalhar para atingir os objetivos, necessidades e características desejadas do user. (touchpoint strategy canvas)
      4. Considera todos os cenários possíveis, não apenas o fluxo feliz.
      5. Cria 1000 opções diferentes para encontrar o sweet spot.
      6. Constrói o protótipo e testa como os elementos influenciam as respostas (emocionais) do user. (UX research)
      7. Iterar até que a interação seja infalível e de tirar o fôlego.
Queres saber como é que o UX pode criar valor para ti?

Estratégia de Marca

Customer Journey Mapping

Service Blueprint

Visual Design

Design Sprint

Touchpoint Strategy

Business Playbooks

UX Research

Contextmapping

Design Research