O novo equilíbrio entre a vida e o trabalho

Koos
Oda Landsman

Tempo de leitura
9 min Lê

Data
Out 28, 2020

Cinco elementos que são fundamentais para equilibrar a tua vida profissional e pessoal.

Blog post 1/3 na série “A nova employee experience remota”.

Provavelmente estás a ler este blog em casa, numa altura em que normalmente estarias no trabalho. A tua vida mudou drasticamente, talvez com alguns novos benefícios, mas definitivamente com novos desafios.

Agora, mais do que nunca, é importante que os empregadores pensem em como podem continuar a apoiar os seus empregados. É crucial manter toda a gente energizada e motivada. Não basta simplesmente criar um local agradável para trabalhar a partir de casa para os teus empregados. Precisas de mais.

Durante estes tempos, como os teus empregados são provavelmente quem está a ajudar a tua organização, fizemos algumas pesquisas. O objectivo é ajudar-te a descobrir o que é que os colaboradores precisam para criar este novo equilíbrio entre a vida e o trabalho.

Pedimos a treze pessoas que partilhassem as suas experiências sobre a sua nova situação de trabalho à distância. Estas pessoas variavam em idade, profissão e circunstâncias domésticas. Desde um instrutor desportivo e consultor de comunicação, até ao gestor de uma cooperativa de habitação e (claro) um service designer. Perguntamos-lhes sobre a sua nova rotina, os seus altos e baixos ao longo do dia e o que os ajuda a manterem-se motivados e eficientes.

 

Vamos publicar três blog posts para discutir os nossos resultados:

Estás actualmente a ler o primeiro:
cinco elementos fundamentais para equilibrar a tua vida profissional e pessoal

A seguir:
Blog 2. Como o trabalhar em casa influencia as nossas necessidades e experiência de trabalho
Blog 3. Aceitar a mudança

As fronteiras dissipadas entre o trabalho e a vida pessoal

Não é surpresa que trabalhar a partir de casa nos traga muitos desafios. Não só temos de descobrir como fazer o nosso trabalho à distância, como também somos confrontados com o desaparecimento inevitável das fronteiras entre o trabalho e a vida pessoal. Costumávamos sair de casa e mudar literalmente o nosso ambiente físico para fazer o nosso trabalho. Desta forma, criámos uma diferença clara entre o tempo em família e o tempo de trabalho. Uma vez que este espaço físico se está a misturar (por vezes numa agradável mistura de caos total), o nosso espaço mental mistura-se também. Quando se está preso num só espaço físico, é difícil separar os dois mundos e manter o foco no que se está a fazer.

Somos agora responsáveis por criar um novo equilíbrio para nós próprios, onde possamos separar esses dois mundos. Para alguns de nós (leia-se: pais) esta é uma tarefa mais desafiante do que para outros. Das nossas entrevistas, seleccionámos cinco dicas para te ajudar neste novo acto de equilibrar a vida e o trabalho.

1. Liga e desliga a tua mentalidade de trabalho

Já não temos de passar tempo a deslocar-nos. Finalmente! Muitos vêem isto como uma vantagem, uma vez que, de repente, temos umas horas a mais todos os dias. De repente, deves ser capaz de fazer todos os teus to do’s, como fazer tarefas em casa, certo?

No entanto, as deslocações podem ser óptimas para preparar a tua mente para o trabalho. Agora que a nossa área de escritório e a nossa área privada se tornaram uma só, pode ser difícil entrar na mentalidade certa. Muitos de nós enfrentam desafios que vão muito para além de um local de trabalho não ergonómico, uma vez que partilhamos o nosso local de trabalho com crianças, parceiros, animais de estimação e colegas de quarto. Uma dica que recebemos foi começar o dia com uma pequena caminhada fora de casa. Uma óptima forma de enganar a mente e prepara-la para o trabalho!

É claro que isto também se aplica para desligar a tua mentalidade de trabalho. Pode ser difícil fechar o portátil, dizer a ti próprio que o teu dia de trabalho acabou e relaxar. Ser responsável pela própria gestão do tempo significa, por vezes, em trabalhar mais horas do que antes. Um verdadeiro fecho do dia e da semana é fundamental pois cria uma separação clara entre a tua vida profissional e pessoal. Como empregador, tens de estar de olho nos teus empregados e verificar se são capazes de fazê-lo. Especialmente porque agora não os consegues ver directamente.

2. Mantém-te activo e faz exercício!

Antes de ficar retido em casa, o trajecto casa-trabalho era talvez o teu exercício diário. Neste caso, já não tens uma razão específica para te exercitares. Uma vez que quase todas as unidades desportivas estão fechadas, torna-se muito fácil simplesmente dispensar o exercício semanal. Confia em mim, eu sei. Falámos com algumas pessoas que mal saíam do sofá, com o seu fitness tracker a registar apenas trezentos passos por dia. Quando terminam o trabalho, as crianças gritam para chamar a sua atenção, portanto ficam contentes quando finalmente conseguem relaxar no sofá. Reconheces isto?

Felizmente, também falámos com pessoas que fizeram pleno uso do tempo que normalmente passariam nas suas deslocações. Eles expressaram uma maior vontade de fazer exercício, mais do que nunca. Fazer a tua dose semanal de exercício é importante para te manteres produtivo e ajuda-te a limpar a mente. Investigações têm demonstrado que o exercício é uma das coisas que mais contribui para o nosso bem-estar emocional nestas circunstâncias. Mais uma vez, ajudando-te a equilibrar a tua vida profissional e pessoal.

3. Mantém o teu foco

Antes do Covid-19, os meios de comunicação social debateram exaustivamente a insatisfação crescente com os grandes escritórios de open space. Algumas das pessoas com quem falámos concordaram que estão mais concentradas no seu trabalho quando têm menos pessoas à sua volta. Outras tiveram mais dificuldades em concentrar-se, porque se distraem com factores envolventes como as crianças, a sobrecarga da comunicação digital e a perda de controlo social. Tenta compreender as tuas armadilhas e minimizar essas distracções. Bloqueia websites que distraiam para manteres o foco. Cria um horário claro, bloqueia o tempo de forma consistente (especialmente tarefas individuais) para que os teus colegas respeitem o teu tempo. E guarda as tarefas domésticas para mais tarde, não as mistures casualmente na tua rotina.

4. Fazer pausas para te manteres produtivo

Outra coisa que mudou foram os momentos de pausa. No escritório, estamos habituados a ter vários intervalos para tomar café com os colegas, acompanhados por uma conversa informal. Estas conversas informais e espontâneas, infelizmente, não acontecem muitas vezes de forma tão digital. Como resultado, as pessoas fazem apenas um pequeno intervalo para tomar um novo café, ou fazem um intervalo para ir à casa de banho. Estas não são pausas em condições!

Ao conversar com as pessoas, descobrimos que a rotina ajuda-as a manterem-se produtivas. Fazer uma boa pausa para almoço faz parte desta rotina. As pessoas que antes saltavam a hora de almoço no trabalho, fazem agora uma pausa a sério para almoçar. Para outros, isto é exactamente o contrário. Eles sentiam-se menos produtivos em casa e, portanto, não se permitiam ter (longas) pausas. Para te ajudar, aqui estão algumas receitas de tostas para apimentar o teu almoço. Isto vai fazer com que fiques entusiasmado pela pausa do almoço!

5. Manter antigos rituais de amizade e cuidar do Mojo

Finalmente, costumávamos partilhar momentos de descontracção com os nossos colegas. Bebidas de sexta-feira à tarde, um rápido “tudo bem?” na máquina de café ou almoçar juntos, ainda precisamos desses rituais de convívio. Algumas destas actividades foram transformadas em actividades digitais. Muitos de nós já tomámos “bebidas virtuais”, que na sua maioria são bastante divertidas. No entanto, as conversas em ambiente virtual não correm tão bem com muitos funcionários. Além disso, alguns de nós não gostam destas reuniões, uma vez que isso significa ainda mais tempo gasto a olhar para um ecrã. No entanto, para estimular o Mojo, é importante continuar a planear esses encontros digitais informais. Usa breakout rooms! Isso mantém a diversão e a interactividade em vez de ter 30 pessoas a tentar ter 1 conversa.

O que os empregadores podem fazer:

Na Koos, estamos a fazer o nosso melhor para pôr as coisas no lugar e criar um bom ambiente de trabalho em casa. Aqui estão algumas coisas que podes fazer:

    • Proporcionar um ambiente de trabalho confortável em casa com o equipamento certo.
      Certifica-te que todos têm acesso a um ecrã de computador extra e a uma boa cadeira de escritório – mas também precisas das ferramentas e software online adequados. Lê mais sobre estas ferramentas de colaboração digital no nosso post anterior.
    • Respeita e promove um equilíbrio saudável entre a vida profissional e familiar.
      Não estejas à espera que todos os colaboradores possam estar totalmente focados das 9 às 5. No entanto, sê rigoroso ao manter esses limites. Não agendes reuniões, nem envies mensagens de Slack aos teus colegas durante o almoço, à noite ou de manhã cedo. A fim de apoiar ao máximo um equilíbrio saudável, facilita sessões de ginástica digital para garantir que todos continuem a fazer exercício. Como podes ver, divertimo-nos imenso todas as quintas-feiras, a fazer um treino de 30 minutos facilitado pelo Sportstudio 79.
    • Confia nas pessoas, faz elogios e não te tornes numa control freak.
      Confia nos teus colaboradores de que estão a fazer tudo o que podem para desempenhar o seu trabalho da melhor forma possível. Exprime abertamente a tua confiança para motivar e tranquilizar toda a gente.
    • Apoia novas rotinas.
      Proporciona uma estrutura clara para que os teus colaboradores possam separar facilmente o seu trabalho da sua vida privada. Cria um começo de dia introduzindo cafés matinais, marca check outs diários com uma equipa de projecto e faz uma reflexão semanal para verificar o mojo de todos. E, claro, celebrar o fim-de-semana!

Estas cinco dicas, ajudam-te a manter a tua employee experience no caminho certo. No final das contas, isto pode ajudar-te a continuar a ser uma organização para a qual as pessoas adoram ir e trabalhar (remotamente) todos os dias. 

Todos reagem de forma diferente a esta situação actual. Alguns de nós vamos transformar-nos em verdadeiros atletas desportivos depois desta crise, outros podem não ter tanta sorte e terão trabalhado mais horas do que nunca. No nosso próximo blog como satisfazer as necessidades relacionadas com o trabalho, vamos aprofundar a forma como o trabalho a partir de casa influencia as necessidades individuais e molda a nossa experiência de trabalho. Vamos usar o psychological tension model para explorar os nossos insights sobre o trabalho.

Queres saber mais sobre employee experience?

Preparing for the new world

Como satisfazer as necessidades relacionadas com o trabalho?

Porque é que o design pode ajudar a tua empresa em tempos de crise

Como configurar um user test remoto?

Quando a tua casa se torna o teu escritório

10 anos de Koos (parte 2)

10 anos de Koos (parte 1)

A Employee Experience transcende os RH.

Touchpoint Strategy Canvas  –  uma ferramenta útil para combinar Service Design com UX design

Introdução ao Modelo de Amadurecimento de Service Design