Relembrar o nosso primeiro projeto 100% remoto

Koos
Emma Schalkers

Tempo de leitura
3 min Lê

Data
Mar 05, 2021

Se me tivessem perguntado se era possível fazer um projecto de Service Design totalmente remoto há um ano atrás, eu teria provavelmente dito não. Hoje em dia, isto soa tanto ingénuo como pessimista, uma vez que agora sabemos que é de facto muito possível.

Na semana passada, concluímos o nosso primeiro projecto totalmente remoto. Desde o kick-off até uma sessão de brainstorming, e desde as entrevistas em profundidade até à apresentação dos resultados ao nosso cliente. Tudo aconteceu a partir do conforto da nossa cama/salas de estar/jantar.

Qual a nossa opinião sobre esta forma de trabalhar, e será que nunca mais voltamos à maneira old school de trabalho? E foi realmente assim tão diferente ou quase igual?

Conhecermo-nos uns aos outros

Foi muito diferente, não tão divertido, e não muito eficiente, esta é uma das poucas coisas que são verdadeiramente melhores na vida real! Embora tenhamos conhecido detalhes muito específicos sobre as pessoas, como a decoração das suas casas, os seus animais de estimação e o que estão a comer ao pequeno-almoço.

Empatizar com o grupo-alvo

Muito mais eficiente! Normalmente viajamos até aos nossos entrevistados com 2 Koosjes, isto pode exigir que viajemos bastante, e por vezes a lugares de difícil acesso. Por isso, num dia muito eficiente, consegues encaixar umas 3 entrevistas, se tiveres sorte com o timing da viagem. Para este projecto, fizemos facilmente 12 entrevistas em 3 dias, e tivemos mais tempo entre elas para fazer algumas reflexões e aperfeiçoar o nosso topic guide para a entrevista seguinte.

Outra vitória foi que o nosso cliente pôde juntar-se às nossas entrevistas (com as suas câmaras desligadas e som em mute). Desta forma, eles ouviram realmente tudo o que os seus utilizadores tinham para dizer, sem que eles sentissem a pressão de ter 12 pessoas numa sala a olhar para eles.

Análise e co-criação

Em relação à fase de análise, penso que é seguro dizer que nunca mais voltaremos ao formato de antigamente!

Costumávamos imprimir transcrições de todas as entrevistas, destacar tudo o que achávamos interessante e depois escrever todas estas citações em post-its. À MÃO!

A verdadeira diversão começava quando partilhávamos os insights uns com os outros e fazíamos clusters na parede. Em primeiro lugar, escrevê-las à mão é uma chatice, perdemos a noção de onde estava cada post-it, não podemos fazer COMMAND+F… e nem me lembrem das chuvas de post-its…

O Miro foi a melhor coisa que nos aconteceu em tempos de Covid-19 e se cancelarmos a nossa assinatura, vão me encontrar em modo de protesto na Avenida da Liberdade.

“A nossa forma co-criativa de trabalhar não foi prejudicada pelo trabalho à distância, na verdade até melhorou”.

Durante este processo aprendemos também que a nossa forma co-criativa de trabalhar não é prejudicada pelo afastamento, mas pode ter sido melhorada pelo facto de o esforço de reunir toda a equipa ter sido muito menor, e a equipa completa do nosso cliente pôde juntar-se a quase todas as sessões! Desde a análise ao brainstorming e à conceptualização.

“Teríamos adorado ter dado um verdadeiro “high five” na vida real”

No final, conseguimos entregar um projecto que consistia numa extensiva user journey, insights com áreas a melhorar, cerca de 100 ideias e 5 service concepts, ao longo de 5 semanas. Apresentamos estes resultados a mais de 30 pessoas, das quais nunca conhecerei os seus rostos, e só conhecerei as suas iniciais exibidas no chat. Apresentar sem ver a expressão facial de todos foi um pouco desconfortável no início e levantou algumas questões como: será que eles estão a gostar do que estamos a dizer? Será que entretanto estão a fazer outras tarefas? Será que estamos a ir demasiado depressa? Mas pelo caminho, a conversa animou-se e mostrou uma audiência muito bem envolvida capaz de fazer perguntas críticas de imediato e recebemos uma resposta muito positiva no final.

Este projecto foi o resultado de uma verdadeira co-criação, entregue em 5 semanas, com um cliente feliz, e uma audiência maior para ver estes resultados comparado com o que teria sido na vida real. E pareceu-nos um grande sucesso nestas novas circunstâncias, mas teríamos gostado de ter visto alguns sorrisos e de dar alguns ‘high fives’ reais.

Queres saber mais sobre a realização de um projeto remoto?

Find out which digital platforms perform best to manage your CX!

The cash cow is dead. Welcome to Bèta-world.

Why we are fans of customer experience management, and you should be too!

Service Design Days 2020: Harry Potter, Kings Cross and Spaceships

Service Design and the transition to a Circular Economy

Preparar para um novo mundo

Como satisfazer as necessidades relacionadas com o trabalho?

O novo equilíbrio entre a vida e o trabalho

Porque é que o design pode ajudar a tua empresa em tempos de crise

Como configurar um user test remoto?